Entrelinhas

Padrão
Utilizar dinheiro não-contabilizado para esconder um desvio de conduta não é um bom negócio, principalmente quando não se tem competência para se forjar provas:
– Manoel, você tem que me ajudar!!!
– O que foi Renato?
– Fui pego!
– Como assim “foi pego”?
– Lembra daquela colunista gostosa, aquela que foi me entrevistar, uns 6 anos atrás durante o Carnaval em Búzios?
– Hum, aquela gostosa que não saía do seu pé, nem para ir ao banheiro?
– Isso mesmo. Lembra que eu te disse certa vez que havia feito uma merda?
– Sei…
– Então… Lembra, que uns 9 meses depois daquele carnaval, noticiaram o nascimento da filha daquela colunista…
– Não vai me dizer que…
– Isso mesmo!!!! Eu sou o pai daquela menina.
– Puta que pariu, cara!!! Mas até agora ninguém descobriu, nem a sua esposa…
– Pois é, por isso é que estou desesperado. Você não leu o jornal hoje de manhã…
– Não.
– Pois então leia.
– Não é possível! Ela contou tudo! Que vaca!
– Pois é. E agora, o que eu faço?
– Vamos criar um álibi!
– Mas como? Preciso explicar a todos de onde tirei o dinheiro para pagar a pensão da menina… Não sei o que fazer.
– Aliás, brother… De onde saiu essa dinheirama toda que ela cita na reportagem?
– Bem… Você se lembra daquela construtora que prestou serviços para o Governo do Estado, durante a minha gestão?
– … Ah!!! Seu espertinho, hein?! E depois ainda me diz que não tem dinheiro para comprar o seu novo iate.
– Tá, tá. Talvez esteja exagerando um pouco, mas a questão agora é que estou em maus lençóis.
– Já sei o que fazer. Lembra daquela fazenda que compramos para fazer aquele consórcio?
– Qual? Aquela do consórcio de avestruz?
– Essa mesma.
– Mas nós a quebramos há dois anos atrás. Enganamos mais de 3500 investidores. Alías, eles nem sabem que somos os verdadeiros donos…
– Eu sei, mas podemos falsificar alguns documentos… Falar que a fazenda criava gado, e não avestruzes, e…
– E dizer que o lucro do negócio pagava o leite da filha daquela piranha. Muito bom, cara!!!
– Vão acreditar em você. Afinal, sempre foi um cara honesto.
– Pois é. Precisamos providenciar isso. Vamos comemorar!!!
– Aonde você quer ir.
– Até aquela casa de jogos, lá perto dos Jardins.
– Sei… Aquela instalada no subsolo do Clube da Sauna.
– Isso. Vamos lá! Mas, primeiro, ligarei para os meus assessores. Eles cuidarão para que tudo saía conforme planejamos.
– Falou. Isso é o que podemos chamar de uma “Mente Brilhante”.
– Hahahahahahahahhahahahaha!
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s