Se esses espirros da economia mundial virarem gripe, ou pneumonia, será que Mágico de Oz (o nosso atual presidente) agüenta o repuxo??

Padrão

Para o nosso alívio, o atual governo (apesar das tentativas fracassadas de boicote) conseguiu manter a política macroeconômica do Governo FHC. E, por incrível que possa aparecer, conseguiu melhorá-la em alguns aspectos. Algumas das dívidas que o Estado brasileiro contraíu possui agora um novo perfil (tradução: estão menos “dolarizadas”). Os investidores (ou especuladores, se preferir) conseguiram ver uma luz na economia brasileira, investindo e muito na nossa economia. Tanto é que verdade que hoje as nossas reservas em dólares estão muito mais robustas que nos tempos difíceis de ajustes dos tucanos.
Houve o pagamento da dívida com o FMI (que, diga-se, é fruto sobretudo dos ajustes dos 8 anos da gestão FHC) e o ritmo de crescimento recorde das exportações, mesmo com a valorização do Real frente ao dólar.
Entretanto, e aí que precisamos analisar com cuidado, o atual goveno (assim como o anterior) não conseguiu terminar a lição de casa: não investiu em infra-estrutura (pergunta: por incompetência ou devido ao aperto fiscal?), não criou marcos regulatórios sólidos (entenda-se: agências reguladoras independentes), não investiu em uma educação pública de qualidade (e não venham me dizer que construir escola é sinônimo de investimento), não conseguiu formar uma base coesa para votar assuntos polêmicos como a flexibilização das leis trabalhistas – que não concordo muito mas é uma alternativa para a geração de empregos – , a reforma tributária, a reforma política (que precisa ser votada ainda neste século). E ainda aumentou, e muito, os seus gastos com folha de pagamento e outras despesas inúteis. O que pode, a médio prazo, causar um retrocesso econômico.
Ainda há tempo de implementar estas medidas. A pergunta que fica é: qual será o custo disso? Corrupção? Negociação de cargos? Vantagens ilícitas?

Será que o atual presidente está pronto para passar por tudo isso?

Obs: Em relação ao ligeiro resfriado econômico mundial, um dado curioso. Há muito se sabia que isso aconteceria. A bolha imobiliária americana e inglesa (??? Pois é, ela existe) era um fato. Mas a aposta de que a crise seria controlada, aliada à bonança econômica impulsionada pelo crescimento chinês fez com que tudo fosse colocado em “panos quentes”. Agora, o mercado vai se reajustar (tradução curta e grossa: os ex-entusiastas de plantão se tornarão “Tio Patinhas”) e os mercados emergentes (Bric, Tigres Asiáticos e outros) sofrerão um pouquinho.
Fonte:
Anúncios

Um comentário sobre “Se esses espirros da economia mundial virarem gripe, ou pneumonia, será que Mágico de Oz (o nosso atual presidente) agüenta o repuxo??

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s