Recordar é viver…

Padrão
Seleção comemorando vitória sobre o Peru, durante o Pan 2007

Seleção comemorando vitória sobre o Peru, durante o Pan 2007

Há cerca de um ano e meio atrás, a seleção brasileira feminina de vôlei era criticada pela imprensa nacional, após o réves contra a Rússia na decisão do Campeonato Mundial Feminino, disputado no Japão. Hoje, revisitando a galeria da antiga extensão, achei uma postagem que escrevi na época. Aproveitando a estréia da nova Extensão do Receptor de Idéias e o período olímpico, não poderia deixar de publicá-lo novamente:

Derrotas nunca são boas. Sempre esperamos ser o número 1. A pressão exercida sobre a seleção feminina de vôlei na madrugada de quinta-feira me fez pensar em como depositamos nossas esperanças nos vencedores e em como essa esperança é prejudicial para eles.

Alguns até podem pensar que elas não tiveram fibra para ganhar das russas, ou que amarelaram nos últimos instantes da partida. Mas, se pararmos para refletir um pouquinho, perceberemos que essa seleção está completamente renovada. E que o trabalho que o técnico José Roberto Guimarães está surtindo efeitos até melhores que o esperado.  Lembremos que o esporte recebe poucos incentivos no Brasil, país do futebol.

Essa derrota foi importante para o desenvolvimento desse time. Talvez pode ser o começo de algo maior, de muitas conquistas. Até de um título olímpico. É aguardar para ver.

Agora, em relação a nossa mania de massacrar aqueles que nos despertam a esperança, digo uma coisa: enxovalhemos aqueles que merecem.

A vitória sem desafios nos cega, a derrota displicente nos acorda. A vitória cheia de percalços e a derrota cheia de luta nos consagra.

“Lágrimas/Molham a medalha de um vencedor/Chora agora e ri depois/Aí, Jesus Chorou/Lágrimas”.
Racionais Mcs – Jesus Chorou

De Novembro de 2006, data que publiquei esta postagem, para agosto de 2008 (mês olímpico) , muita coisa mudou. Realmente, a derrota para as meninas foi o começo de um ciclo de conquistas. Ganharam a Copa do Mundo de 2007 e o Grand Prix de Vôlei de 2008. Na competição olímpica, massacraram as antigas algozes: 3 sets a 0. Se elas serão campeãs olímpicas, só o tempo dirá.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s