Só em São Paulo, só no Brasil

Padrão

Praça Buenos Aires: um dos bairros mais lindos da cidade de SP, Higienópolis é moradia de grandes personalidades da metrópole, como o ex-presidente FHC, Jô Soares, o centroavante Ronaldo...

Existem coisas que não dá para acreditar. Mesmo quando elas são publicadas na imprensa. Moradores do bairro paulistano de Higienópolis, um dos bairros mais chiques da capital paulista, tentam barrar a construção de uma nova estação do Metrô.

O ponto de discórdia é a construção da estação Angélica da futura linha 6 – Laranja, a tal “Linha das Universidades”. Segundo o manifesto, feito pela Associação Defenda Higienópolis, a estação deveria ser construída na Praça Charles Miller, próxima ao Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho (o Pacaembu), e não na esquina da Avenida Angélica com a Rua Sergipe, segundo o projeto da Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô).

Outra preocupação, externada na reportagem do Folha.com, é com as “pessoas diferenciadas” que iriam aproveitar a facilidade de acesso ao bairro para passar a frequentá-lo: camelôs, moradores de rua, drogados, torcedores de futebol (o Pacaembu fica nas proximidades)…

Estes mesmos moradores tentaram barrar a construção do Shopping Pátio Higienópolis, há alguns anos atrás, e agora se orgulham do empreendimento. Esquecem que a região é uma das mais valorizadas da cidade. E que ficará ainda mais valorosa com as duas novas estações que receberá nos próximos anos (a estação Higienópolis-Mackenzie, da Linha 4 – Amarela, será inaugurada nos próximos anos).

Sem contar que a estação proporcionará mais mobilidade às pessoas que trabalham e estudam na região.

Simplesmente ridículo!!! A rede do Metrô paulistano tem 65,9 km. E, nem de longe, dá conta de transportar tanta gente (Sampa tem mais de 18 milhões de habitantes). No cotidiano, os usuários do Metrô, assim como os de outros meios de transporte coletivo da cidade (os trens, os ônibus e as lotações) convivem com composições superlotadas, sem ventilação, às vezes mal conservados e com muito empurra-empurra. Nos últimos meses, foram adotadas medidas para atenuar estes problemas, mas eles ainda incomodam. E muito!!

Para absorver o contingente cada vez maior de pessoas que utilizam este transporte, são necessárias a construção de mais linhas, a manutenção de linhas de ônibus para apoiar o sistema e o investimento pesado em tecnologia para manter o transporte rápido, eficiente e, se possível, confortável.

Alguns não precisam do Metrô. Que bom! Mas, por favor, não atrapalhem quem precisa.

Anúncios

Um comentário sobre “Só em São Paulo, só no Brasil

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s