Tá caro, não???

Padrão

Um dos problemas que fizeram com que a economia dos Estados Unidos entrar em crise foi a especulação imobiliária. Aliás, um dos termômetros para verificar se a economia de um país está aquecida são as transações imobiliárias. No Brasil, a tal “bolha” está crescendo.

Segundo dados do Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis no Estado de São Paulo), o aluguel de imóveis no interior do estado subiu absurdamente. Para se ter uma ideia, a variação dos alugueis em Campos do Jordão, Serra Negra e Águas de Lindóia vai de R$ 163,33 a R$ 2.250 (previsão para Julho/2011).

Na capital paulista, há uma crescente valorização imobiliária, que atinge não só áreas nobres da cidade, como os Jardins e a região da Av. Paulista, mas bairros próximos as periferias. Não há lançamentos imobiliários abaixo de R$ 3.000,00 o metro quadrado. Mesmo na Zona Leste, há um processo de “elitização”. O mesmo ocorre na Baixada Santista, onde são lançados novos empreendimentos que variam entre R$ 200 mil e R$ 500 mil.

Esse movimento é justificado por dois fatores. Segundo Robert Shiller, professor do Departamento de Economia da Universidade Yale (EUA) a especulação dos investidores e o momento de pujança econômica explicam a supervalorização.

E, mesmo com iniciativas governamentais, como a criação do Programa Minha Casa, Minha Vida (que já está na segunda edição), o déficit habitacional continua alto.

Do jeito que as coisas vão, continuará por um bom tempo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s