Greves ameaçam transporte público em São Paulo

Padrão

Os usuários de transportes públicos da cidade de São Paulo poderão ter dificuldades para chegar aos seus compromissos. O motivo é a ameaça de greve dos Motoristas e Cobradores de ônibus e dos Metroviários, previstas para as próximas semanas.

Greve de ônibus dia 13/02/2012

Em assembleia realizada na tarde de segunda-feira (06/02/2012), os motoristas e cobradores de ônibus da capital paulista resolveram entrar em greve, devido a situação envolvendo o repasse das multas de trânsito aplicadas pela SPTrans (empresa responsável pelo controle das linhas da cidade).As companhias de ônibus estão repassando o valor total da infração para os condutores dos veículos, afetando o salário dos motoristas.

Segundo os motoristas, algumas das multas aplicadas não são fruto da atuação profissional, e sim de fatores como a má conservação dos veículos e os atrasos decorrentes do trânsito da cidade, um dos maiores do planeta. Já as empresas afirmam que as multas só são descontadas do salário quando o erro for do motorista, como não parar nos pontos, parar longe das plataformas, falar ao celular enquanto dirige ou não usar o cinto de segurança.

Em nota, divulgada na sexta-feira, dia 03/02/2012, a SPTrans afirmou que a Justiça concedeu uma liminar a pedido da Prefeitura de São Paulo para impedir a realização da greve. Segundo a assessoria de imprensa da SPTrans, os motoristas que entrarem em greve podem ser multados.

Os trabalhadores afirmam que o valor desta multa é irrisório e a decisão da Justiça não vai impedir a greve geral dos trabalhadores.

Metro pode parar dia 28/02/2012

O Sindicato dos Metroviários sinalizam para uma paralização para o próximo dia 28/02/2012.  Se concretizada, quase a totalidade do sistema metroviário não funcionará. A linha 4 Amarela, administrada pela Via Quatro, poderá funcionar normalmente, pois seus funcionários não são registrados como metroviários.

A categoria entrou em estado de greve na noite do dia 07/02/2012, após assembleia, reivindicando o pagamento integral do valor referente à participação nos resultados da empresa, já que a Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô) teria a intenção de desembolsar apenas 92% desse total.

Uma nova assembleia está marcada para o dia 23/02/2012, para discutir uma eventual contraproposta da companhia. Do contrário, os trabalhadores do sistema metroviário de São Paulo cruzarão os braços no dia 28.

Fontes: Blog Ponto de Ônibus, Band e Estadão.com

 

(Segundo informações apuradas neste final de tarde de sexta-feira (10/02/2012) pela Rádio BandNews FM, os motoristas e cobradores de ônibus resolveram cancelar a greve programada para segunda-feira)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s